O dia de espantar demônios

Como pode um número influenciar tanto no imaginário popular?

Juro para vocês que acordei no clima…

Sombrio, taciturno, casmurro…. Não quis dar bom dia para nada. Melhor dizendo, queria detonar tudo.

Ainda não sabia se o Jason iria pular na minha frente quando eu saísse do banho, com o seu machado em riste. Ou se ele era eu…

Tentei chutar o gato da vizinha, mas ele correu. Fiz a cara mais feia possível. Ficou uma coisa tão caricata que me fez rir…

Não queria dar bom dia, tomar o lugar das velhinhas no ônibus, jogar papel sujo na rua. Mas quem disse que eu consegui?

Pois é, descobri que até o meu lado mais sombrio dessa sexta-feira 13 pode ser bem bonzinho… Então quebrei o paradigma desse dia considerado maldito. Espanei as teias de aranha, mandei os demônios embora e coloquei o sorriso no rosto.

Se você quiser pegar essas ideias bobas de que um número pode fazer o seu dia, fique à vontade. Acumule em seus braços o pior da vida e conviva com isso se tiver coragem.

E eu? Vou viver minha vida da melhor maneira. Feliz.

E que o resto seja resto…

 

Deixe uma resposta